Hemorragia é a perda de sangue devido ao rompimento de um ou mais vasos sanguíneos.

As hemorragias são classificadas da seguinte forma:

  1. Externas: Como o próprio nome diz, são as hemorragias em que o sangue extravasa para fora do corpo.
  2. Internas: As hemorragias internas são mais difíceis de serem reconhecidas, pois o sangue é acumulado no interior do corpo, em lugares como o abdome, tórax e crânio.

Hemorragias Externas:

  • Elevar a parte do corpo que estiver a hemorragia, como por exemplo o braço ou a perna. Quando se eleva o braço ou a perna, a pressão dentro dos vasos no membro elevado diminui, o que facilita a contenção da hemorragia, reduzindo o sangramento.
  • Tampar o ferimento com gaze ou pano limpo, fazendo pressão.

Hemorragias Internas:

Após acidentes ou traumas alguns sinais e sintomas de hemorragias internas são:

  • Dor abdominal: o sangramento no interior do abdômen pode causar dor, vômitos, escarros, urina ou fezes com sangue.
  • Hipotensão: (sonolência, fraqueza e visão turva).
  • Taquicardia (batimentos cardíacos acelerado: 120 batimentos minutos). Havendo suspeita de hemorragia interna, encaminhe a vítima o mais rápido possível para um hospital.

Tipos de Hemorragias e seus sintomas:

Hemorragias em geral:

Sinais: Pulso fraco, pele fria, suores abundantes, palidez intensa e mucosas descoradas, sede, tonturas as vezes inconsciente.

1. Hemorragia nasal:

Procedimentos:

  • Posicionar a cabeça para trás e comprimir a narina que está sangrando durante cinco minutos e soltar levemente.

2. Hemorragia dos pulmões:

Procedimentos:

  • Deitar a vítima em posição lateral, aplicando compressas frias, se possível. Buscar socorro médico imediatamente.

3. Hemorragia do estômago:

Procedimentos:

  • Sintomas - Enjoo (náusea) dor, vômitos, com sangue escuro (borra de café).
  • Colocar a vítima sentada ou deitada com a cabeça elevada.
  • Compressas frias (gelo) sobre o epigástrico e buscar socorro médico.