Busca por Mês

O que é Escotismo

Escotismo – um modelo educacional alternativo

O escotismo é um movimento mundial, educacional, voluntariado, apartidário, sem fins lucrativos. Foi fundado por Lorde Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, em 1907.

A sua proposta é o desenvolvimento do jovem, por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseado na Promessa e na Lei escoteira, e através da prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, fazer com que o jovem assuma seu próprio crescimento, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina.

 

O Escotismo se constitui no maior movimento mundial de jovens, reunindo mais de 35 milhões de membros em 216 países e territórios. É reconhecido pela UNESCO, pelos governos e autoridades em educação como um importante instrumento no desenvolvimento de crianças e jovens. O Escotismo oferece um espaço sadio e alegre em atividades ao ar livre, proporcionando experiências de vida que resultam em valores, que se somam ao crescimento pessoal e na formação do caráter.

 

O Escotismo, sob o ponto de vista dos jovens, é uma grande aventura em que cada um, em companhia de um grupo de amigos, pode explorar a natureza, acampar, aprender habilidades materiais, de orientação na mata, e de quebra, vivenciar o fascinante mundo escoteiro com seus princípios e valores.

 

Do ponto de vista do adulto, o Escotismo é uma associação de pais que acreditam no Método Escoteiro como sendo um excelente meio para que seus filhos sejam preparados para enfrentarem os embates da vida, desenvolvendo habilidades pessoais tais como o trabalho em grupo, exercer a liderança através da ação e sobrepujarem-se no esforço do desenvolvimento pessoal e ainda serem felizes, com excelentes lembranças da infância e da juventude com os amigos escoteiros para toda a vida. O método escoteiro existe praticamente desde a sua fundação, a mais de 100 anos. O seu sucesso, persistência ao longo do tempo e modernidade se deve às suas principais características: Vida em equipe, Aprender fazendo, Vida ao ar livre e Serviço ao próximo.

 

O Escotismo está organizado em ramos, que se distinguem por programas e atividades diferentes, dentro da mesma metodologia escoteira.

. Lobinho: meninos e meninas de 7 a 10 anos, denominados lobinhos e lobinhas.

. Escoteiro: rapazes e moças de 11 a 14 anos, denominados escoteiros e escoteiras.

. Sênior: rapazes e moças de 15 a 17 anos, denominados seniores (rapazes) e guias (moças).

. Pioneiro: rapazes e moças de 18 a 21 anos (incompletos), denominados pioneiros e pioneiras.

 

A História – tradição centenária

Em 2007 o escotismo completou 100 anos. A maior organização de juventude do mundo não parou no
tempo. Hoje, a Organização Mundial do Movimento Escoteiro (WOSM – sigla em inglês) tem 28 milhões
de participantes. No País, de acordo com a União dos Escoteiros do Brasil (UEB), são cerca de 50 mil
membros.

O escotismo surgiu antes da Primeira Guerra Mundial. O movimento teve o tenente-coronel britânico
Baden-Powell como principal personagem. Powell nasceu em 1857, na Inglaterra, e desde a infância
mostrou grande apego pela aventura e pela natureza.
Como militar, conheceu grande parte do mundo.
Durante uma viagem pela Inglaterra, o militar observou alguns meninos lendo um livro que ele mesmo
havia escrito para os exploradores do exército. O livro continha ensinamentos sobre como acampar e
sobreviver em regiões selvagens.

Em 1907, ele entusiasmou-se e resolveu realizar um acampamento com vinte rapazes de 12 a 16 anos,
na Ilha de Brownsea. No acampamento, ensinou uma porção de coisas importantes, como primeiros
socorros, observação, técnicas de segurança para a vida na cidade e na floresta. Suas experiências
em treinar os jovens foram produtivas e gratificantes. A maneira como os jovens desempenhavam suas
tarefas, seus exemplos de educação, lealdade, coragem e responsabilidade causaram grande
impressão nele.

Um manual de disciplina (dividido em seis fascículos) foi lançado por Powell em 1908, e o sucesso foi tão
grande que vários movimentos de escoteiros começaram a surgir em todo o mundo. O crescimento foi
tanto que, em 1910, ele compreendeu que o escotismo seria a obra à qual dedicaria a sua vida.
Powell percebeu que podia fazer muito mais pelo seu país educando e disciplinando a nova geração de
jovens, do que preparando homens na área militar. Resolveu, então, pedir demissão do exército, onde
havia chegado a tenente-general, e passou a se dedicar exclusivamente ao escotismo.

Em 1920, escoteiros de todas as partes do mundo reuniram-se em Londres para a primeira
concentração internacional de escoteiros: o Primeiro Jamboree Mundial. Na ocasião, Baden Powell foi
proclamado “Escoteiro-Chefe-Mundial”, sob os aplausos da multidão de rapazes.

“Se queremos que nossos rapazes sejam felizes na vida,
devemos fazer com que eles assimilem o costume de praticar o bem ao próximo,
além de ensinar-lhes a apreciar as coisas da natureza.”

Robert Stephenson Smyth Baden-Powell