Busca por Mês

Projeto Tamar

tartarugaO Projeto Tamar-ICMBio foi criado em 1980, pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal-IBDF, que mais tarde se transformou no Ibama-Instituto Brasileiro de Meio Ambiente. Hoje, é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho sócio-ambiental.

O nome Tamar foi criado a partir da combinação das sílabas iniciais das palavras tartaruga marinha, abreviação que se tornou necessária, na prática, por conta do espaço restrito para as inscrições nas pequenas placas de metal utilizadas na identificação das tartarugas marcadas para diversos estudos.

tartaruga2O Projeto Tamar/ICMBio está presente em nove Estados brasileiros (Bahia, Sergipe, Pernambuco (Fernando de Noronha), Rio Grande do Norte (Atol das Rocas), Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina), protegendo cerca de 1.100 quilômetros de praias, através de 23 bases de pesquisa mantidas em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso desses animais, no litoral e nas ilhas oceânicas.

A principal missão do Projeto Tamar é a pesquisa, conservação e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção.

As espécies ameaçadas de extinção, animais ou vegetais, são aquelas em risco de desaparecer, em um futuro próximo. Incontáveis espécies já se extinguiram nos últimos milhões de anos, devido a causas naturais, como mudanças climáticas, e incapacidade de adaptação a novas condições de sobrevivência.

Mas hoje o homem interfere decisivamente no processo natural de extinção de espécies, através de ações como, por exemplo, destruição dos habitats, exploração dos recursos naturais. Além disso, o crescimento das cidades, poluição e descaso por grande parte da população provocam declínio das espécies em taxas jamais observadas na história da humanidade.

tartaruga3De cada mil filhotes que nascem, somente um ou dois conseguem atingir a maturidade. São inúmeros os obstáculos que enfrentam para sobreviver, mesmo quando se tornam juvenis e adultos. Mas, além dos predadores naturais, as ações do homem estão entre as principais ameaças às populações de tartarugas marinhas, destacando-se as seguintes: aquecimento global, destruição do habitat para desova, devido a ocupação desordenada do litoral; poluição dos oceanos; e, principalmente, a pesca incidental, ao longo de todo litoral, com redes de espera, e em alto mar, com anzóis e redes de deriva.

Por isso, precisamos aprender mais sobre a preservação do meio ambiente e compartilhar esse conhecimento para que possamos ter um futuro melhor.

Saiba mais sobre o Projeto Tamar no site oficial: www.tamar.org.br
Aprenda mais sobre a vida marinha e as dez atitudes do amigo do mar acessando: www.souamigodomar.com.br

2 comentários para Projeto Tamar

  • O escotismo proporciona atividades que trazem um conteúdo muito rico e interessante. O melhor de tudo é que também aprendemos fazendo, mas devido a correria do dia a dia não dá tempo de compartilhar tudo. Mas procuramos fazer o melhor possível.
    SAPS

  • Wilson

    Parabéns, galera!
    Tão importante quanto a conscientização de lobinhos e escoteiros, é esta nova fase do blog, que sempre nos contempla com textos e imagens do tema abordado na semana. É fundamental que todos nós tenhamos acesso a essas informações, para não ficarmos ¨boiando¨ quando nossos filhos fizerem algum comentário a respeito desses temas.
    Afinal, o blog Ventos do Leste também é cultura, né?

Responder