Série Especialidades: Primeiros Socorros – Parte 6

serie-especialidades

Parte 6 – Parabéns, você que nos acompanhou até aqui e conseguiu assimilar todo o conteúdo, incluindo este, já está apto a receber o nível 1 de Primeiros Socorros. Hoje falaremos do item 11 que fala sobre Convulsões Epiléptica e Desmaios

“Item 11 - Saber como proceder nos casos de ataque de epilepsia e desmaios.”

Epilepsia

epilepsiaepilepsy_03

Epilepsia é uma doença neurológica crônica, podendo ser progressiva em muitos casos, principalmente no que se relaciona a alterações cognitivas, freqüência e gravidade dos eventos críticos. É caracterizada por crises convulsivas recorrentes, afetando cerca de 1% da população mundial.

Uma crise convulsiva é uma descarga elétrica cerebral desorganizada que se propaga para todas as regiões do cérebro, levando a uma alteração de toda atividade cerebral. Pode se manifestar como uma alteração comportamental, na qual o indivíduo pode falar coisas sem sentido, por movimentos estereotipados de um membro, ou mesmo através de episódios nos quais o paciente parece ficar "fora do ar", no qual ele fica com o olhar parado, fixo e sem contato com o ambiente.

Como agir

  • proteger a cabeça e os membros.
  • afaste móveis ou qualquer objeto que ofereça risco para a vítima se machucar.
  • chamar um médico caso a crise ultrapasse três minutos.
  • não tente desenrolar a língua ou pôr uma vara entre os dentes da pessoa.
  • não há necessidade de ter medo da saliva, ela não transmite nenhuma doença.

O tratamento para os ataques epiléptico é o mesmo para casos de convulsões, mas lembre-se, toda pessoa com ataque epiléptico sofre convulsões, mas nem toda pessoa que sofre uma convulsão tem epilepsia.

Desmaio

desmaio

Perda breve e repentina da consciência, geralmente com rápida recuperação, pode ser devido a múltiplas causas, desde um simples susto (ansiedade, tensão emocional) até um quadro encefalítico.

Existe prevalência elevada em pessoas de idade.

Sintomas

  • Náuseas
  • tonturas
  • suor moderado ou abundante
  • palidez
  • visão borrada, acinzentada
  • perda da consciência.

Como agir

  • Se você notar que uma pessoa está com sintomas de desmaio ou já desmaiou deite-a com as pernas mais elevadas que a cabeça.
  • Se não for possível deitar-se, sente-se e baixe a cabeça até o nível dos joelhos. Este procedimento aumenta o fluxo de sangue para seu cérebro.
  • Afrouxe as roupas, cintos, gravatas, tudo que possa comfortar mais a vítima.
  • Aplique compressas de água na cabeça.
  • Procure não levantar a vítima bruscamente, faça-o lentamente, para que sua freqüência cardíaca e pressão sangüínea tenham mais tempo para se ajustar à posição vertical.
  • Em épocas de altas temperaturas, como verão, passar por muito calor e umidade, ter sensação de abafamento, ingerir pouco líquido, ficar em pé por um longo tempo, fazer exercícios e desidratar-se são condições propícias para ocorrer um desmaio.

4 Responses

Add a Comment

Você deve estar logado para publicar um comentário.